Intelectuais paranaenses e a Escola Nova, durante a Era Vargas (1930-1945)

Alexandra Ferreira Martins Ribeiro, Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira

Resumo


Os intelectuais, detentores de linguagem própria, fomentaram mudanças culturais, sociais e econômicas, articuladamente com políticas de governo, e no campo da educação, historicamente, vêm ocupando lugar de destaque. Das mudanças promovidas e disseminadas com o auxílio de intelectuais, destaca-se o projeto de renovação da educação brasileira, inspirado pela pedagogia da Escola Nova. Apesar dos ideais escolanovistas terem ganhado força desde as décadas finais do século XIX, no Brasil, a consolidação da pedagogia da Escola Nova ocorreu durante a década de 30 a meados da década de 40 do século XX, durante a chamada Era Vargas. Assim como no restante do país, o Paraná também teve seus intelectuais que atuaram na promoção dessa renovação. O artigo buscou identificar alguns estudos que voltaram seus olhares para intelectuais paranaenses que atuaram em prol da Escola Nova, no período da Era Vargas (1930-1945). Como objetivos específicos, procurou-se compreender alguns aspectos políticos, econômicos e sociais que ocorreram durante o período da Era Vargas (1930-1945), que se conectaram às mudanças ocorridas na educação, e identificar alguns estudos que pesquisaram intelectuais paranaenses que atuaram nesse contexto. A pesquisa possui caráter bibliográfico, fundamentada nos estudos de Miguel (1997); Gomes e Hansen (2016); e Cabral e Magalhães (2016). A metodologia, denominada estado do conhecimento, foi essencial para identificar estudos que se debruçaram acerca das trajetórias de intelectuais paranaenses. A sistematização do conhecimento produzido acerca das trajetórias dos intelectuais contribuiu para alicerçar novas pesquisas, bem como para identificar agentes que auxiliaram na promoção de mudanças no campo da educação.


Palavras-chave


História da educação; Era Vargas; Escola Nova; intelectuais paranaenses.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Marcelo de Paiva. O processo econômico. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz; GOMES, Angela de Castro; FAUSTO, Boris; PINHEIRO, Letícia; ABREU, Marcelo de Paiva; DUTRA, Eliana de Freitas (Org.). História do Brasil nação - 1808-2010: olhando para dentro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013. V. 4.

AZEVEDO, Fernando de. A cultura brasileira. São Paulo: Edusp, 2010.

CABRAL, Maria Cristina Nunes; MAGALHÃES, Lívia Diana Rocha. Juan Mantovani e Anísio Teixeira: intelectuais da Escola Nova no Brasil e na Argentina. In: SILVA, José Carlos da; BATISTA, Eraldo Leme; SANFELICE, José Luis. História da Educação, Intelectuais e Instituições Escolares. 1. ed. [eletrônica]. Minas Gerais: Navegando Publicações, 2016.

CAMPOS, Névio de. Intelectuais paranaenses e as concepções de universidade (1892-1950). Curitiba: Editora UFPR, 2008.

DUTRA, Eliana de Freitas. Cultura. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz; GOMES, Angela de Castro; FAUSTO, Boris; PINHEIRO, Letícia; ABREU, Marcelo de Paiva Abreu; DUTRA, Eliana de Freitas (Org.). História do Brasil nação: 1808-2010. Olhando para dentro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013. V. 4.

EVANGELISTA, Olinda. A formação universitária do professor: o Instituo de Educação da Universidade de São Paulo (1934-1938). [S.d.].

FAUSTO, Boris. A vida política. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz; GOMES, Angela de Castro; FAUSTO, Boris; PINHEIRO, Letícia; ABREU, Marcelo de Paiva; DUTRA, Eliana de Freitas (Org.). História do Brasil nação: 1808-2010: olhando para dentro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013. V. 4.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, ago. 2002, p. 257-72. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0101-73302002000300013&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 4 set. 2017.

FONSECA, Pedro Cesar Dutra. Gênese e precursores do desenvolvimentismo no Brasil. In: BASTOS, Pedro Paulo Zahluth; FONSECA, Pedro Cesar Dutra (Org.). A Era Vargas: desenvolvimento, economia e sociedade. São Paulo: Editora UNESP, 2012.

FRESSATO, Soleni Terezinha Biscouto. Pela catolização da elite curitibana: O projeto intelectual do Círculo de Estudos “Bandeirantes” – CEB 1929 -1945. 76 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

GOMES, Angela de Castro. Autoritarismo e corporativismo no Brasil: o legado de Vargas. In: BASTOS, Pedro Paulo Zahluth; FONSECA, Pedro Cesar Dutra (Org.). A Era Vargas: desenvolvimento, economia e sociedade. São Paulo: Editora UNESP, 2012.

GOMES, Angela de Castro. As marcas do período. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz; GOMES, Angela de Castro; FAUSTO, Boris; PINHEIRO, Letícia; ABREU, Marcelo de Paiva Abreu; DUTRA, Eliana de Freitas (Org.). História do Brasil nação: 1808-2010. Olhando para dentro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013. V. 4.

GOMES, Angela de Castro; HANSEN, Patricia Santos. Intelectuais mediadores: práticas culturais e ação política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

GONÇALVES JUNIOR, Ernando Brito. O impresso como estratégia de intervenção social. 106 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações. 2016. [Banco de dados]. Disponível em: http://bdtd.ibict.br/vufind/. Acesso em: 9 set. 2017.

MATTAR, Rita de Cássia. Raízes de uma trajetória docente no âmbito de ser mulher. 164 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, 2017.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. A formação do professor e a organização social do trabalho. Curitiba: Editora UFPR, 1997.

OSINSKI, Dulce Regina Baggio. Guido Viaro: modernidade na arte e na educação. Orientador: Carlos Eduardo Vieira. 391 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.  

RAZZINI, M. de P. G. Instrumentos de escrita na escola elementar: tecnologias e práticas. In: MIGNOT, A. C. V. (Org.). Cadernos à vista: escola, memória e cultura escrita. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2008. p. 91-113.

RIBEIRO, Alexandra Ferreira Martins. Adentrando aos arquivos: formação e aspectos da atuação docente de Pórcia Guimarães Alves (1917-1962). 200 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2018. 

RENK, Valquiria Elita. A educação dos imigrantes alemães católicos em Curitiba. Curitiba: Champagnat, 2004.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte” em Educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, set./dez. 2006, p. 37-50. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/src/inicio/ArtPdfRed.jsp?iCve=189116275004. Acesso em: 14 mar. 2017.

SILVA, João Paulo de Souza. Percurso entre modernidades. 190 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

SILVA, Rossano. A arte como princípio educativo: um estudo sobre o pensamento de Erasmo Pilotto. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.  

SILVA, Rossano. Educação, arte e política:  a trajetória intelectual de Erasmo Pilotto. Orientador: Carlos Eduardo Vieira. 341 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

SILVA, Vanderlei; SILVA, Maciel Henrique. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Editora Contexto, 2014.

SOUZA, Rosa Fátima. História da organização do trabalho escolar e do currículo no século XX: ensino primário e secundário no Brasil. São Paulo: Cortez Editora, 2008.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Teses & dissertações. 2016. (Banco de dados). Disponível em: http://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/284. Acesso em: 9 out. 2017.

VIDAL, Diana Gonçalves. Escola Nova e processo educativo. In: LOPES, Eliane Marta, FIGUEIREDO, Luciano; GREIVAS, Cynthia (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

VIEIRA, Alboni Marisa Dudeque Pianovski; MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. A Escola Nova no Paraná: avanços e contradições. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 5, n. 14, p. 93-100, jan./abr. 2005. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/dialogo?dd99=issue&dd0=58. Acesso em: 21 out. 2017.

VIÑAO, Antonio Frago. Historia de la educación y historia cultural - posibilidades, problemas, cuestiones. Revista Brasileira de Educação, n. 0, set./dez. 1995, p. 63-82. Disponível em: http://www.anped.org.br/sites/default/files/rbe/files/rbe_0.pdf. Acesso em: 10 jan. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/serie-estudos.v24i50.1146

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2318-1982 
ISSN impresso: 1414-5138 (até n.34, jul./dez.2012)

 

 


Indexada em: