Formação continuada: pesquisa a partir das fontes formativas expressas por um grupo de professoras

  • Anoel Fernandes
Palavras-chave: Formação continuada, Experiência formativa, Trabalho e formação.

Resumo

O objetivo deste artigo foi investigar de onde advêm as experiências de formação continuada de um grupo de professoras atuantes no ciclo I da rede pública estadual paulista. Como método de pesquisa, aplicou-se um questionário para um grupo de 37 professoras. O referencial teórico utilizado para análise foi o conceito de formação tal como formulado por Adorno e seus desdobramentos. Com base nas respostas dadas a um questionário que conteve itens referentes à realização de cursos de atualização profissional e instituições promotoras de tais cursos, assim como as fontes de influência sobre as professoras no que se refere à educação. Os resultados indicam que a formação continuada das professoras que compuseram a amostra é realizada em sua maior parte pelo próprio locus de trabalho em que estão inseridas. Os dados aqui encontrados desencadeiam uma discussão relevante, a saber: a formação no âmbito do trabalho é pseudoformação por ser uma formação voltada para atender às demandas do sistema.

Referências

ADORNO, Theodor. A filosofia e os professores. In: ______. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

______. A indústria cultural. In: COHN, Gabriel (Org.). Comunicação e indústria cultural. São Paulo: T. A. Queiroz, 1987.

______. Teoria de La seudocultura. In: SOCIOLOGIA. Madrid: Taurus Ediciones S.A., 1972. p. 233-267.

ANDRADE, Roberta Rotta Messias de. A formação de professores nas dissertações e teses defendidas em programas de educação entre os anos de 1999 e 2003. 2006. Dissertação (Mestrado em Psicologia da Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP.

ANDRE, Marli Eliza Dalmazo Afonso et al. Estado da arte da formação de professores no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. XX, n. 68, p. 301-309, dez. 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Referenciais para Formação de Professores. Brasília: MEC/SEF, 1999.

CROCHÍK. José Leon. O desencanto sedutor: a ideologia da racionalidade tecnológica. Inter-ação, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 15-35, 2004.

______. Notas sobre trabalho e sacrifício. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 61-73, 2003.

______. La pseudoformacion y la consciência ilusionada. Revista Educação y Pedagogia, Medellín, Colombia, v. 12, n. 26-27, p. 151-164, 2000.

DIAS-DA-SILVA, Maria Helena Frem; LOURENCETTI, Gisela do Carmo. A voz dos professores e algumas reformas educacionais nas séries finais do ensino fundamental: desencontros ou impasses? In: SAMPAIO, Maria das Mercês Ferreira (Org.). O cotidiano escolar frente às políticas educacionais. Araraquara: JM Editora, 2002.

DUARTE, Rodrigo Antônio de Paiva. Esquematismo e semiformação. Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 83, p. 441-457, 2003.

FERNANDES, Anoel. A proposta pedagógica para a Educação Física escolar nas séries iniciais da rede pública estadual paulista: as manifestações dos professores. 2009. 136f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP.

HORKHEIMER, Max; ADORNO, Theodor. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

______. Temas básicos de Sociologia. São Paulo: Cultrix, 1973.

MAAR, Wolfgang Léo. À guisa de introdução: Adorno e a experiência formativa. In: ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

______. Semiformação e Educação. Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 83, p. 459-475, 2003.

MARCUSE, Herbert. Eros e civilização: uma interpretação filosófica do pensamento de Freud. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1969.

______. A ideologia da sociedade industrial. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967.

PENNA, Marieta Gouvea de Oliveira. Professores de séries iniciais do ensino fundamental em escolas públicas estaduais de São Paulo: posições sociais e condições de vida e trabalho. 2007. 296f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP.

RESENDE, Maria do Rosário. A educação com base em uma formação para a emancipação: uma reflexão. Inter-Ação, Goiânia, v. 28, n. 1, p. 37-49, 2003.

SELLTIZ, Claire et al. Métodos de pesquisa nas relações sociais. Tradução de Dante Moreira Leite. 4. Reimp. São Paulo: EPU, 1974.

Publicado
2016-07-26
Como Citar
Fernandes, A. (2016). Formação continuada: pesquisa a partir das fontes formativas expressas por um grupo de professoras. Série-Estudos - Periódico Do Programa De Pós-Graduação Em Educação Da UCDB, 21(42), 127-146. https://doi.org/10.20435/2318-1982-2016-v.21-n.42(08)
Seção
Artigos